You are currently viewing O que é estética?

O que é estética?

  • Post author:

A definição do que é estética é ampla e cheia de lacunas, já que boa parte de sua interpretação é subjetiva. Estudada como uma das especialidades em filosofia, a estética investiga toda a forma de beleza e a sua manifestação nas artes, envolvendo as emoções e a razão.

Também é identificada pelo quanto provoca ideias e juízos a partir de sua observação, seja ela no corpo físico ou num objeto de arte.

A medicina também está cada vez mais atrelada à estética, já que as pessoas estão sempre em busca de melhorar sua aparência e retardar os efeitos do envelhecimento. Mas, embora exista a Sociedade Brasileira de Medicina Estética desde 1987, a especialidade ainda não é reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina.

Cabe ao dermatologista o cuidado para tratar da estética da pele, juntamente com o cirurgião plástico.

Estética através do tempo

Os estudos sobre a estética datam da Antiguidade Clássica, através de textos de Platão e Aristóteles. Nesse período, a estética era abordada junto à ética e a lógica. Na Idade Média os estudos da estética saíram do foco filosófico para serem relativizados em regras e em princípios estéticos pré-definidos.

A discussão sobre o assunto voltou a ser inserida na filosofia pela obra de Alexander Gottlieb Baumgarten, no livro Aesthetica, em 1750. Nele, o autor aborda a estética como uma interpretação do indivíduo sobre a natureza, através de suas emoções e percepções da realidade.

Veio desta obra a atribuição da “crítica do gosto”, redefinindo o entender da estética, o qual é compreendido até os dias de hoje.

A partir dessa obra, a estética foi evoluindo sobre seus conceitos filosóficos, tendo grande representatividade na obra de Kant em sua Crítica da Faculdade do Juízo.

A principal interrogação do estudo estético é sobre a essência do belo, que quase sempre foi definido como “o que é bom” ou uma manifestação física do espírito, através de um idealismo romântico.

A partir do século XXI a estética foi muito intensificada, não em forma de arte, mas no culto do corpo. É cada vez maior a preocupação com a imagem, independentemente do nível sociocultural do indivíduo e sua faixa etária.

Em geral, o discurso da preocupação excessiva com a estética se direciona à preocupação com a saúde, como forma de justificar a busca incontrolada pela perfeição.

Como prova desse crescimento em busca da estética perfeita, o Brasil é, atualmente, ocupante do segundo lugar no ranking mundial de consumo de produtos de beleza. É um mercado em constante crescimento e que não se abate nas oscilações da crise.

A ciência acompanha esse crescimento, apresentando cada vez mais evoluções em produtos e também na medicina.

A Medicina Estética

A Medicina Estética surgiu da inquietação humana sobre os seus aspectos físicos, principalmente nas distorções corporais e no envelhecimento. Ela estuda, investiga e busca soluções para tratar esses e outros problemas estéticos, através de diversos tipos de tratamentos.

Na prática, a Medicina Estética direciona o saber médico e seus estudos ao desenvolvimento de novas tecnologias científicas, procedimentos médicos, atenção psicológica, mudanças de hábitos alimentares e comportamentais e composições químicas de produtos farmacêuticos entre outros.

Tudo para atuar em correções anatômicas, sejam elas congênitas, adquiridas por acidentes ou pelo envelhecimento. Também reabilita, previne e identifica essas alterações, propondo alternativas que não necessariamente necessitam de cirurgias ou procedimentos mais radicais.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como dermatologista em São Paulo.

Deixe um comentário