You are currently viewing Entenda qual é o papel da alimentação no envelhecimento

Entenda qual é o papel da alimentação no envelhecimento

  • Post author:

Pode parecer extravagante falar em papel da alimentação no envelhecimento em pleno século XXI, quando estão disponíveis tantos tratamentos estéticos para recuperar a juventude da pele, eliminar os traços da idade, as rugas, as papadas e outros sinais de que a juventude é uma bela lembrança de um passado não muito distante.

Verdadeiramente extravagante, no entanto, é o estilo de vida que as pessoas estão adotando. Esse, sem dúvida alguma, tem papel essencial no envelhecimento, no sentido de estimulá-lo, seja através da nutrição inadequada, da vida sedentária e da exposição permanente ao estresse.

Uma pesquisa realizada pela Universidade da Califórnia comprovou que alguns cuidados com a saúde podem levar ao retardo do envelhecimento. Mais que isso, podem até mesmo reverter essa condição.

A receita é uma dieta bem equilibrada, adoção de técnicas para aliviar o estresse e uma rotina de exercícios. Nenhum remédio, cosmético ou tratamentos estéticos. Podem até ser úteis, mas, principalmente os tratamentos estéticos, resolvem a aparência, mas não o funcionamento do corpo como um todo.

Os dois objetos do estudo foram, de um lado, um grupo de homens com câncer de próstata diagnosticado e, de outro, os telômeros, uma estrutura que envolve os cromossomos, que é responsável por proteger as células contra o envelhecimento.

Os homens foram divididos em dois grupos. Um deles foi submetido a uma dramática mudança no estilo de vida. Os indivíduos passaram a se alimentar corretamente, evitando carboidratos processados e excesso gordura, praticando exercícios físicos moderadamente e recorrendo a atividades alternativas como ioga e meditação.

Não houve nesse grupo qualquer variação em relação ao outro no que diz respeito à evolução da doença, mas o que chamou atenção foi o comportamento dos telômeros depois de cinco anos de pesquisa.

Eles aumentaram 10% nos homens que foram submetidos à mudança de hábitos, enquanto nos demais seguiu-se o processo de degeneração natural, com diminuição de aproximadamente 3%.

Essa é uma evidência científica, que deve orientar o padrão de comportamento das pessoas, principalmente levando em conta que a expectativa de vida da população aumentou sensivelmente nas últimas décadas. Todavia é preciso que esses anos a mais sejam movidos a planos e projetos, não a medicamentos.

O envelhecimento, os alimentos e a pele

Um ótimo indicador para explicar a relação entre o envelhecimento e os alimentos é a pele. O funcionamento adequado do intestino tem relação com a saúde da pele. A ingestão de fibras (25 a 30 gramas diárias) e de água é essencial para o bom funcionamento do intestino. A ingestão de água é importante, também, para hidratar a pele de fora para dentro.

O colágeno é essencial para garantir a manutenção da massa muscular, fortalecer os ossos, articulações, além dos cabelos. Sobretudo, é responsável pela firmeza e pela elasticidade da pele.

O colágeno está contido em alimentos como carne vermelha, frango e peixes.

Alimentação e saúde

É importante destacar a relação entre os alimentos e a saúde. O corpo produz grande parte dos nutrientes de que precisa para se manter funcionando. Contudo, devemos completar com aquilo que o corpo não produz, através dos alimentos; por isso chamamos esse processo de nutrição.

Quando comemos coisas desnecessárias não estamos nos alimentando. No máximo, estamos fornecendo fontes de energia que serão armazenadas, o que significa dizer que ganharemos peso. Além disso, quando comemos coisas sem valor nutricional, ou o organismo descarta ou podemos nos intoxicar.

A nutrição é um fator muito importante. Uma boa alimentação ajuda a deixar o corpo mais resistente a uma série de doenças e atenua fatores de risco, como enfraquecimento dos ossos, má circulação e outros.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como dermatologistas em São Paulo!

Deixe um comentário